Animação de loading

Fundação ADFP apresentou-se aos refugiados

No Dia Internacional para a Tolerância

No âmbito do Dia Internacional para a Tolerância, a Fundação ADFP organizou, sob a chancela do Clube Unesco Trivium, um programa comemorativo que integrou os novos utentes da Residência Paz, em Penela, e as crianças do Centro Infantil de Miranda do Corvo, dia 16 de Novembro.

O Dia da Tolerância foi um dia diferente no Centro Infantil, pois logo pela manhã, a Dr.ª Glória Correia, antropóloga, através de um conto ​falou sobre hábitos e tradições de outros povos e culturas, e demonstrou a necessidade de tolerância perante a diferença. A plateia com crianças dos 3 aos 5 anos, foi contextualizada para uma visita especial que iriam receber mais tarde.

De tarde chegou o grupo de refugiados à Fundação ADFP tendo sido recebidos pelo presidente do conselho de administração, Dr. Jaime Ramos, e equipas técnicas. Depois de uma sucinta visita à sede da organização de acolhimento, foram presenteados com uma atuação de boas vindas por parte do coro da Universidade Sénior e distribuídas algumas prendas pelas crianças.

Mais tarde, já no Centro Infantil, o grupo, na sua maioria crianças, algumas de tenra idade, foram recebidos com carinho e calor humano pelas crianças da comunidade e utentes do Centro Infantil. O grupo fez uma incursão pelas salas onde lhes foram oferecidos alguns presentes trazidos pelas crianças para os seus pares.

A Fundação integra um projeto-piloto no Distrito de Coimbra com o título de “Residência com Direitos: Instalação e Inserção de Refugiados” em parceria com organizações internacionais e nacionais, das quais o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras e a Câmara Municipal de Penela. Em virtude deste projeto acolheu nos últimos dias 20 pessoas vindas do Sudão e Síria, na grande maioria crianças entre os 10 meses e 13 anos, sete das quais até aos 4 anos.

A Fundação ADFP considera que a TOLERÂNCIA é um direito e um dever a cultivar desde tenra idade, quando mais se assimila conhecimento, constrói-se personalidade, sem limitações nem preconceitos.

O Centro Infantil de Miranda do Corvo é composto por creche e jardim-de-infância e tem 108 crianças da comunidade.

A iniciativa decorreu sob a chancela do Clube UNESCO Trivium, por promover valores civilizacionais, numa lógica de educação e interculturalidade.

Recordamos que a Comissão Nacional da UNESCO criou, com a Fundação a ADFP, um clube para o desenvolvimento de iniciativas que congreguem pessoas sem olhar a idade, género, etnia ou extrato social, promovendo a igualdade, liberdade e fraternidade entre todos.

Comentários