Animação de loading

Fundação ADFP aguarda acordos com a Segurança Social

Com creche e lar de idosos prontos no Senhor da Serra

O Vice-presidente da Câmara, Reinaldo Couceiro, o Presidente da Junta de Freguesia de Semide Arménio Luís e o Presidente da Fundação, Jaime Ramos reuniram para analisar a situação do centro social polivalente do Sr. da Serra.


Foi decidido alertar a Segurança social para a necessidade de se proceder á abertura das valências de creche e lar de idosos.


As obras da nova creche do Senhor da Serra, com capacidade para 30 crianças já estão prontas, bem como o lar de idosos, para 60 utentes, aguardando a Fundação ADFP por acordos de comparticipação financeira com a Segurança Social. È uma estrutura que aposta na integração inter geracional.


Os acordos são fundamentais para o funcionamento destas duas respostas sociais, integradas no Centro Social do Senhor da Serra (freguesia de Semide), sendo que o lar, baptizado “Residência do Cristo Redentor”, pode contribuir para reduzir a falta de equipamentos vocacionados para idosos na região de Coimbra.


È público que há muitas famílias a necessitar de resposta em lar e idosos que muitas vezes ocupam respostas de internamento mais caras no âmbito do serviço nacional de saúde.


A falta de acordos de cooperação com a Segurança Social fez, de resto, com que a Fundação ADFP tivesse decidido encerrar até ao fim do mês de Abril a creche do Centro Social de Rio de Vide. As 15 crianças dos quatro meses aos três anos, que actualmente frequentam esta valência, onde trabalham cinco funcionários e uma educadora, serão em princípio transferidas para a creche do Senhor da Serra, se a Segurança Social vier a assinar o respectivo acordo de financiamento.


A creche do Senhor da Serra constituiu uma remodelação do jardim-de-infância da antiga escola Ferrer Correia, com uma área de intervenção de 308 m2 e capacidade para 30 crianças, e um custo de 49.794.50 € comparticipado em cerca de 42% pelo PARES (Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais).


No rés-do-chão situam-se o gabinete administrativo e acolhimento, instalações sanitárias para o pessoal, instalações sanitárias para deficientes, instalações sanitárias para crianças, refeitório, berçários, duas salas de actividades, hall, dois arrumos para catres, sala de pessoal e espaço de isolamento e um compartimento técnico. No sótão situam-se os arrumos.


Residência do Cristo Redentor


A residência do Cristo Redentor, lar de idosos numa área de construção de 1.819 m2, terreno cedido pela Câmara Municipal de Miranda do Corvo, com capacidade para 60 utentes, teve um custo de cerca de 1.067.000 €, financiado em 70% pelo POPH (Programa Operacional de Potencial Humano), na tipologia 6.12 para suporte ao investimento a respostas de apoio social.


Trinta quartos duplos com quarto de banho privativo, telefone e tv, três salas de convívio e actividades, sala de refeições, gabinete médico e sala de enfermagem, gabinetes técnicos e de atendimento, sala de reuniões, cozinha e lavandaria, espraiam-se pelos dois pisos deste lar de idosos implantado numa das mais belas paisagens da região, com Coimbra a seus pés e frente a frente com a Serra da Lousã.
 

A residência do Cristo Redentor encontra-se em fase de equipamento, faltando apenas instalar a energia eólica e a energia solar (colectores solares e painéis foto voltaicos: a energia do vento e do sol serão pois responsáveis pelo aquecimento das águas sanitárias e pela iluminação do edifício.


Seja para a creche seja para o lar de idosos deste Centro social do Senhor da Serra, aguardam-se as visitas da Certiel (certificação das instalações eléctricas), do Centro de Saúde, da Protecção Civil e da Câmara Municipal.


A Fundação ADFP aguarda com expectativa um acordo de cooperação com a Segurança Social, de forma a assegurar o financiamento e funcionamento destas duas novas respostas sociais.


A Câmara municipal vai colocar um engenheiro a colaborar com a equipa técnica da Fundação para se ultrapassar as questões burocráticas pendentes para as valência terem licença de utilização.

Comentários