Animação de loading

Fundação ADFP adquiriu nova viatura

Destinada ao Serviço de Apoio Domiciliário

Uma nova viatura de transporte destinada ao Serviço de Apoio Domiciliário e transformada segundo as atuais normas de transporte de alimentos foi adquirida pela Fundação ADFP.

 

Trata-se de uma Peugeot Partner, de motorização diesel, e que orçou, com a transformação incluída, cerca de 23 mil euros integralmente comparticipados pela instituição mirandense. Encontra-se dividida em três áreas servidas por duas portas laterais e uma traseira destinadas ao transporte de roupas, artigos de higiene e alimentação.

 


Esta viatura em insere-se na renovação possível da frota da instituição mirandense, constituída atualmente por 24 viaturas com muitos milhares de quilómetros, percorridos em prol do desenvolvimento do Concelho de Miranda do Corvo. Destina-se ao Serviço de Apoio Domiciliário nas suas várias vertentes, tendo sofrido para tal uma transformação segundo as atuais normas que regem o Transporte de Alimentos e a Prestação de Apoio Domiciliário em geral.

 

A Fundação ADFP tem uma resposta de Serviço de Apoio Domiciliário dirigida à população idosa e a pessoas em situação de dependência com capacidade para 67 utentes com acordos com os Serviços da Segurança Social. Esta valência comporta um conjunto de serviços prestados no domicílio habitual do utente constituído por fornecimento de refeição/almoço, cuidados de higiene pessoal, higiene da habitação e tratamento de roupa. Podem ser prestados outros serviços de acordo com as necessidades individuais e o suporte familiar de cada utente.

 

O serviço abrange a área do concelho de Miranda do Corvo, incidindo menos na freguesia de Semide em virtude da existência de respostas locais similares. A nova viatura irá permitir melhorar a qualidade do serviço, alargando-o a um número mais vasto de pessoas, sobretudo idosos, não esquecendo também a resposta no domicílio a agregados familiares a sofrer de carência alimentar, e que reúnam requisitos para beneficiar das cantinas sociais .

Comentários