Animação de loading

Época de nascimentos no Parque Biológico e duas novas espécies

Estas novidades enriquecem a maior amostra da fauna selvagem portuguesa! A época mais esperada do ano chegou: os habitantes do Parque Biológico começam orgulhosamente a exibir as suas novas crias!

17 Junho 2022 | Turismo, Fundação ADFP, Ambiente

A época mais esperada do ano chegou: os habitantes do Parque Biológico começam orgulhosamente a exibir as suas novas crias! Ao percorrem os caminhos do Parque Biológico, no Parque Selvagem poderão observar de perto as novas crias de gamo, javali e, brevemente também de veado. Além dos nascimentos, chegaram recentemente, uma Coruja do Nabal, a primeira vez desta espécie no espaço, e uma Águia Calçada, ambos exemplares irrecuperáveis para viver na Natureza novamente, para que todos possam observar de perto estas espécies incríveis que percorrem os nossos céus.  

Já na Quinta Pedagógica, os mais recentes habitantes são um bezerro de raça Mertolenga e um bezerro de raça Barrosã que fazem as delícias das centenas de visitantes. Aqui também é possível alimentar cabritos, cordeiros e leitões com semanas de vida! São momentos únicos e imperdíveis para miúdos e graúdos. 

Visitado cada vez mais por escolas, famílias e estrangeiros, o Parque Biológico já ultrapassou 375 mil visitantes em conjunto com o Templo Ecuménico Universalista.  

​Ao percorrer o parque, podem observar de perto animais únicas que habitam ou habitaram o nosso território como o Lobo, o Urso Pardo, o Lince, Veados, Cegonhas, Corujas, Mochos, Raposas e muitos mais que habitam naturalmente as florestas de Portugal. No Templo Ecuménico podem respirar paz, tolerância e aprender um pouco mais sobre as principais religiões do Mundo. Do Templo, têm ainda uma vista absolutamente incrível para os concelhos limítrofes dado que o espaço se situa no topo da colina do Parque Biológico numa altitude que permite uma visualização de longo alcance. 

Assumindo-se como uma das principais atrações da zona centro, este complexo turístico inclui ainda o Restaurante Museu da Chanfana e o Hotel Parque Serra da Lousã, encontrando-se abertos todos os dias do ano. A cerca de 20 minutos, o Conimbriga Hotel do Paço e o Restaurante Gavius, em Condeixa, possibilitam também uma estadia nesta região, cada vez mais valorizada.