Animação de loading

Delegação do turismo do centro conheceu local que acolhe todas as religiões

Uma delegação do Turismo Centro de Portugal visitou hoje o Templo Ecuménico Universalista, espaço único a nível mundial edificado em Miranda do Corvo e que promove a paz e o diálogo inter-religioso. A visita inseriu-se na aposta do Turismo Centro de Portugal na divulgação de destinos de turismo religioso e surgiu a convite da Fundação ADFP.

Uma delegação do Turismo Centro de Portugal visitou hoje o Templo Ecuménico Universalista, espaço único a nível mundial edificado em Miranda do Corvo e que promove a paz e o diálogo inter-religioso.

A visita inseriu-se na aposta do Turismo Centro de Portugal na divulgação de destinos de turismo religioso e surgiu a convite da Fundação para a Assistência e Desenvolvimento e Formação Profissional (ADFP), entidade que criou o local. A deslocação estendeu-se à sede da Fundação, ao Parque Biológico da Serra da Lousã, ao Hotel Parque Serra da Lousã e ao museu Espaço da Mente, todas valências da ADFP.

O Templo Ecuménico Universalista é um local que acolhe crentes de todas as religiões, com base no respeito pela diferença. Com forma de pirâmide, está localizado no ponto mais alto do concelho de Miranda do Corvo, no topo do Parque Biológico da Serra da Lousã. Lá dentro, os visitantes têm disponíveis informações sobre as 14 religiões com mais fiéis no mundo, desde o Cristianismo, Islamismo, Judaísmo, Budismo e Hinduísmo ao Xintoísmo, Confucionismo ou Zoroastrismo, entre outras.

“Foi com grande satisfação que recebemos o convite para visitar o Templo Ecuménico Universalista. Estamos a dez dias da visita do Papa ao nosso país, e portanto faz todo o sentido esta visita. O Centro de Portugal tem um local de peregrinação conhecido em todo o Mundo, como é Fátima, e tem também destinos religiosos como o caminho Português de Santiago ou a rede de judiarias, entre outros. Dispõe agora também deste templo, que é mais um exemplo da riqueza e diversidade da Região Centro no turismo religioso”, considerou Pedro Machado, presidente do Turismo Centro de Portugal, durante a visita.

“Fomos surpreendidos pela estrutura deste templo e pela sua vocação multirreligiosa e multicultural, que acolhe todas as religiões e promove a tolerância universal. É verdadeiramente um ‘elemento diferenciador’, que reforça a atratividade da região”.

O Parque Biológico, o hotel e o museu constituem também importantes atrações turísticas na região. “O parque biológico, o hotel e o museu permitem reforçar o posicionamento da Região Centro no turismo de natureza e no turismo ativo, em particular no segmento das famílias”, sublinhou Pedro Machado.

Já a visita à sede da Fundação, que emprega 500 pessoas – dos quais 40% com deficiência – “justifica-se plenamente, uma vez que o Turismo Centro de Portugal desenvolve projetos na área do turismo inclusivo, acessível e sustentável. É o reconhecimento do trabalho da Fundação a este nível”, concluiu Pedro Machado.

Tags
Comentários