Animação de loading

Crianças do CAEI comemoraram o Dia das Bruxas

no Parque Biológico da Serra da Lousã

No Parque Biológico da Serra da Lousã, o Dia das Bruxas foi antecipado e nas comemorações participaram 20 crianças do Centro de Acolhimento e Emergência Infantil (CAEI), o Lar de Infância e Juventude da Fundação ADFP.


O CAEI recebe crianças em regime de internato dos 3 meses aos 16 anos, por encaminhamento da Segurança Social, Comissão de Protecção de Crianças e Jovens, Tribunal, Direcção Regional de Reinserção Social, entre outras, e funciona na sede da Fundação ADFP, em Miranda do Corvo, num edifício independente e divido em 6 apartamentos, com capacidade e acordo de cooperação da Segurança Social para 27 crianças.


Estas crianças tiveram a oportunidade de passar mais um dia repleto de diversão em contacto com a Natureza no PBSL. Participaram no peddy-papper percorrendo o Parque em busca da frase mistério e mesmo sem irem às casas vizinhas a repetir a frase “Doçura ou travessura?”, cada criança teve direito a um saquinho com guloseimas. Desta forma, além de se divertirem puderam aprender mais algumas curiosidades acerca da vida animal do nosso país.


Para além desta iniciativa, muitas escolas e instituições têm optado por fazer visitas a espaços como o PBSL, fomentando a interacção dos jovens com a natureza, os animais e as actividades ao ar livre.
O PBSL é propriedade da Fundação ADFP – Assistência, Desenvolvimento e Formação Profissional – uma instituição sem fins lucrativos com 24 anos de existência que pretende, através do contacto com a Natureza, estimular o desenvolvimento pessoal e social de pessoas vítimas de exclusão, deficientes e doentes mentais.


O Parque Biológico da Serra da Lousã é um conjunto lúdico-turístico com preocupações ao nível da protecção ambiental e pedagógica e com um fundo social de base com vista à integração de pessoas portadoras de deficiência, doença mental e/ou desempregados de longa duração.


Parque de Vida Selvagem, Quinta Pedagógica com espécies domésticas e raças autóctones, Labirinto de Árvores de Fruto, Ecomuseu, Museu da Tanoaria, Museu de Artes e Ofícios Tradicionais com loja de venda são alguns dos locais que pode descobrir durante a visita ao PBSL.


O PBSL emprega e dá ocupação a cerca de 60 pessoas, que em ambiente natural e protegido, e num contexto terapêutico, encontram uma vida activa e o equilíbrio socioeconómico e psíquico.

Comentários