Animação de loading

Corço (Capreolus capreolus) é o animal do mês

No Parque Biológico da Serra da Lousã

O corço pertencente à família dos cervídeos onde se encontram também os veados, os gamos e os alces, é o animal do mês de Abril no Parque Biológico da Serra da Lousã. É o exemplar com menor tamanho entre eles, sendo que em Portugal apenas estão presentes os três primeiros. No Parque Biológico existe um exemplar desta espécie que, após ser entregue pelas autoridades ao parque devido a um acidente na autoestrada, demonstrou uma grande resistência e vontade de viver, apresentando-se agora bastante saudável e visível por todos os visitantes.
É um animal que habita em zonas formadas por bosques e zonas abertas com prados, matos e áreas agrícolas mas apresenta um comportamento “fugidio” sendo pouco observado na Natureza. No entanto, na Serra da Lousã têm sido vários os registos visuais da população nos últimos tempos o que demonstra a boa adaptação da espécie a este meio.
Apresenta uma pelagem castanha-avermelhada no Verão e, no Inverno, assume tons mais cinzentos. Existe dimorfismo sexual, ou seja, o macho distingue-se da fêmea pela presença de pequenas hastes cilíndricas que nascem todos os anos durante os meses de Dezembro a Janeiro, caindo apenas nos meses de Outono. Outra diferença notória é o escudo anal que nos machos se apresenta com forma de rim e no caso das fêmeas tem semelhanças com um coração invertido.
Os machos são animais territoriais e solitários, apenas se juntando às fêmeas na época de acasalamento que ocorre de Julho a Agosto. Nascem uma a duas crias que apresentam manchas no pelo até aos 6 meses.
 

Comentários