Animação de loading

Conferência “Diálogo Inter-religiões”

No Cinema de Miranda do Corvo

Numa iniciativa conjunta a Fundação ADFP, a Câmara Municipal de Miranda do Corvo, o Centro de Estudos Republicanos Dr. Carvalho Homem e o jornal “Mirante” promovem a conferência “Diálogo Inter-religiões”, com representantes de várias religiões e correntes de pensamento, teólogos e especialistas, dias 18 e 19 de Maio.

 

No encontro, que terá lugar no cinema da vila, será apresentada intenção da Fundação ADFP de criar um espaço de reflexão espiritual ecuménico e universalista sobre a importância das várias religiões no caldeamento das culturas e como elemento unificador das sociedades.

 

O projeto de um templo, aprovado em 2009 pelo Conselho de Administração, não tem ainda localização definida, embora se saiba que será fora do Parque Biológico da Serra da Lousã.

 

Assim, na sessão de abertura, dia 18, pelas 10h00, José Eduardo Franco, da Universidade de Lisboa, profere uma conferência, ele que será moderador da primeira mesa-redonda, “do monoteísmo ao fundamentalismo”. Nela vão intervir Daniel Teixeira, da Comunidade Religiosa Fraternidade Franciscana, Mohamed Abed, da Comunidade Islâmica de Lisboa e Ester Mucznick, da Comunidade Israelita de Lisboa.

 

A partir das 14h30, Paulo Mendes Pinto, da Universidade Lusófona de Lisboa, fará uma intervenção, à qual se segue a conferência de Sebastião Formosinho, da Universidade de Coimbra, sobre “Ciência e Religião”. O mesmo Paulo Mendes Pinto será o moderador da Mesa Redonda “Mística e Religiões: caminhos da espiritualidade”, onde serão intervenientes Lina Lacmane (Hinduísmo), Brissos Lino, da Universidade Autónoma (Igreja do Jubileu), António Faria (Associação Budista) e Carlos Esperança (Associação Ateísta Portuguesa). Ainda antes da sessão de encerramento, Daniel Serrão profere a conferência “A religião e a ética”.

 

No dia 19, pelas 10h00, o Parque Biológico da Serra da Lousã acolherá a “Religiosidade popular: ver para crer”, um passeio por percurso construído com ervas medicinais e utilizadas em mezinhas, guiado por Augusto Simões, que as identificará e caracterizará biologicamente e suas propriedades terapêuticas. A realização de poções e mezinhas estará a cargo de Eulália Machado.

Comentários