Animação de loading

Com tertúlia e cocktail no Hotel Parque Serra da Lousã

Tiveram início as comemorações do Dia da Mulher

O Clube da Mulher de Miranda do Corvo, secção autónoma da Fundação ADFP, iniciou as comemorações do Dia da Mulher, com uma tertúlia com cocktail, sob o tema “Os papéis da mulher na sociedade”, no Hotel Parque Serra da Lousã, dia 4 de Março.

Esta tertúlia, patrocinada pelo Licor Beirão, que teve como moderadora a professora Graça Fachada, contou com dois oradores, Carlos Marta, licenciado em História e História de Arte, e pós-graduação em Ciências documentais, e Isabel Borges, educadora, com mestrado em Educação de Infância e Mestrado em Educação especial e Psicologia.

Carlos Marta abordou a questão do papel da mulher ao longo da história, em especial a condição da mulher portuguesa de meados do séc. XIX aos nossos dias e da luta contínua pela defesa dos seus direitos.

Já Isabel Borges deu o próprio exemplo, enquanto mulher, educadora, estudante, mãe e dona de casa dos vários papéis que consegue congregar e depois fez uma dinâmica de grupo, com pequenas frases, clichés, e estatísticas, cartões que distribuiu pela plateia de 6 dezenas de mulheres, com quem depois interagiu provocando o debate.

No dia 8, Dia da Mulher, pelas 21h30 há uma sessão de cinema com o filme “Virados do Avesso” no cinema da vila e, finalmente, no dia 17, pelas 18h00, há Conversas Improváveis no Hotel Parque.

O Clube da Mulher procura estar atento às problemáticas específicas das pessoas do sexo feminino e está interessado em motivar a participação das mulheres na nossa sociedade.

Está subjacente ao Clube uma filosofia intergeracional, estando este aberto a todas as mulheres da comunidade, de todas as idades, independentemente do seu estrato social, habilitações literárias ou interesses, sendo o seu objetivo formar um grupo heterogéneo e dinâmico.

A ideia da sua constituição ocorreu em 1998, tendo, desde essa altura, dinamizado regularmente diversas atividades com as mulheres, iniciativas estas que se estendem ao longo do ano.


Comentários