Animação de loading

Cerci de Lamas feirense veio conhecer a realidade da Fundação ADFP

Na sequência da vinda do edil de Stª. Maria da Feira em Junho

Uma das 53 Instituições Privadas de Solidariedade Social de Stª Maria da Feira, a Cerci de Lamas esteve a conhecer  a realidade da sua congénere mirandense, a Fundação ADFP, dia 30 de Julho.

"Esta visita vem na sequência da vinda do Presidente da Câmara Municipal da nossa cidade, Emídio Sousa, que nos referiu ter gostado muito da filosofia desta instituição", afirmou Lúcia Rodrigues, directora da Cerci de Lamas.

"Como  estamos a planear a formação, decidimos mobilizar-nos em peso e fazer esta visita. Mas também pelo passeio e conhecer uma nova terra", acrescentou.

O grupo, com algumas dezenas de funcionários da instituição feirense, - que se ocupa  de pessoas com deficiência, apoio na escola, inclusão e Rendimento Social de Inserção, tem também um Centro de Actividades Ocupacionais, num concelho de 120 mil habitantes – assistiu no Salão de Festas a um datashow  sobre os 26 anos actividades da Fundação ADFP.

A apresentação esteve a cargo dos cícerones João Pedro Henriques (CAO), Paula Santos (Centro de Emergência Infantil) e Rita Dias (Saúde Mental), que depois dividiram as pessoas por três grupos, para uma visita guiada a todas as valências da Fundação.

O grupo da Cerci de Lamas almoçou no Restaurante Museu da Chanfana, ex-libris da gastronomia regional, e de tarde visitou o Parque Biológico da Serra da Lousã.

No final da visita que fez à Fundação, a 18 de Junho, Emídio Sousa, afirmara que "há aqui muitas respostas diferenciadas e algumas muito interessantes do ponto de vista da integração das pessoas, sobretudo com deficiência, e muito capazes, ou da doença mental".

Emído Sousa concluira então que, "como trabalhamos em rede, creio que podemos extrair daqui alguns exemplos e ideias".

Comentários