Animação de loading

Celebra II Capítulo com Matança do Porco Tradicional

Real Confraria da Matança do Porco

Criada há um ano, a Real Confraria da Matança do Porco conta com setenta confrades entronizados, numa cerimónia marcada pelo anúncio de adesão desta à Federação Portuguesa de Confrarias Gastronómicas, por parte da presidente Dra. Madalena Carrito.


A Real Confraria da Matança do Porco foi criada pela Fundação ADFP no intuito de preservar a identidade gastronómica e cultural do concelho, sendo que os seus capítulos regem-se por uma matança do porco tradicional com todos os rituais e práticas gastronómicas associadas, recriando a ambiência típica destas cerimónias onde imperam os princípios mais nobres da vida comunitária – Solidariedade e Fraternidade.


Embora um ritual pagão, está intimamente ligado á cultura cristã uma vez que os judeus e muçulmanos não consomem carne de porco. Nas religiões monoteístas só os Cristãos realizam a matança do porco.
No próximo dia 9 de Outubro, no Parque Biológico da Serra da Lousã - Miranda do Corvo, por ocasião do II Capítulo, prevê-se atingir a centena de confrades, sendo que já existem cerca de 20 inscritos. Em 2009 participaram centena e meia de pessoas, que se espera superado, sendo que acrescidos aos confrades, já existem inscrições de três confrarias vindas do estrangeiro (2 espanholas e uma francesa) para além das 15 confrarias nacionais.


O Programa com início às 9.30 h com concentração junto aos Paços do Concelho, conta com uma missa na Igreja Matriz e participação do Coro da Universidade Sénior, Desfile, e já no Parque Biológico da Serra da Lousã a inauguração da Exposição “Emoções Gastronómicas” (colecção privada e cedida por Dr. Paulo Sá Machado, vereador do Município de Boticas), Matança do Porco, Entronização dos novos confrades, e almoço no Picadeiro Coberto do Centro Hípico.
 

O sucesso desta cerimónia, e à semelhança do ano passado, é garantido pela genuinidade do acto da matança que provém da recriação fiel feita pelo Grupo Etnográfico Tecedeiras dos Moinhos, e a realizar no espaço ecoturístico Parque Biológico da Serra da Lousã onde confrarias e confrades convidados, acompanhantes e visitantes em geral podem participar no evento. Completado por uma ementa tradicional com todas as iguarias relacionadas com o porco, a matança, o desmanche e o seu aproveitamento integral. Do sangue cozido ao bucho de porco recheado, passando pelos enchidos, orelheira, sarrabulho, Pernil de Porco, entre outros…
 

A todos aqueles que queiram recriar um episódio do livro de memórias ou participar num momento para a vida, inscrevam-se na Fundação ADFP (Dr. Fernando Marques/Dra. Nancy Rodrigues) ou através do e-mail rcmatancadoporco@adfp.pt, e participem no II Capítulo da Real Confraria da Matança do Porco, tornando-se confrades deste movimento de preservação e promoção da nossa cultura, ou assistindo apenas a partir de uma visita ao Parque Biológico da Serra da Lousã.
 

Comentários