Animação de loading

Árvore de Natal do Parque Biológico ganha 2º lugar no concurso das Montras de Natal

Árvore de Natal do Parque Biológico ganha 2º lugar no concurso das Montras de Natal Júri do Município atribuiu o pódio à bilheteira do espaço!

16 Janeiro 2022 | Atividade Agroflorestal

O Município de Miranda do Corvo promove todos os anos a eleição das melhores árvores e montras de Natal dos estabelecimentos da vila. Este ano, a bilheteira do Parque Biológico da Serra da Lousã, vestiu-se a rigor com a utilização de matérias biológicos, alguns provenientes do interior dos recintos dos animais para a decoração da sua árvore e, do Centro de Dia da Fundação ADFP, chegaram também várias decorações com os animais do Parque em modo natalício, elaboradas à mão pelos idosos que ali convivem diariamente. Ao longo de todo o mês natalício, várias foram as famílias que elogiaram a árvore e as suas decorações, elogios esses que culminam agora com a atribuição do 2º lugar pelo júri do concurso!

Durante o mês de Natal e já no início de 2022, o Parque Biológico foi eleito por várias famílias composta por crianças, adultos e sénior como local de passeio e convívio familiar, demonstrando assim ser um atrativo para o concelho e para a região.

Com mais de 160 mil visitantes, o complexo turístico Parque Biológico e Templo Ecuménico, encontram-se aberto todos os dias das 10h às 17h30 (Templo fechado à segunda-feira até Março), permitindo aos visitantes a oportunidade única de um passeio pelo meio da serra e da natureza. O principal objetivo do Parque é a promoção da biofilia e a sensibilização dos seus visitantes para a biodiversidade existente no país e para os fatores que ameaçam a sua sobrevivência. Dentro do Parque poderão ainda encontrar o Museu Espaço da Mente, uma homenagem à liberdade e à evolução que nos remete para o Templo Ecuménico Universalista no topo da colina, onde reina a paz e a tolerância pelas várias religiões do Mundo.

Propriedade da Fundação ADFP (FADFP), instituição de solidariedade social sem fins lucrativos com sede em Miranda do Corvo, estes investimentos seguem uma lógica de integração e cerca de 70% dos trabalhadores sofrem de algum tipo de doença, deficiência física ou mental. A instituição apoia mulheres/mães em situação de pobreza, crianças, jovens e adultos com deficiência ou doença mental, idosos doentes em fim de vida, refugiados, pessoas “sem-abrigo”. A FADFP tem vindo a investir nas áreas do turismo e agricultura contribuindo para o desenvolvimento regional e para a sustentabilidade das suas atividades sociais. 

Localizado a menos de 20 minutos da cidade de Coimbra e da belíssima aldeia do Gondramaz, o Parque Biológico é servido por uma unidade Hoteleira – o Hotel Parque Serra da Lousã, e também pelo Restaurante Museu da Chanfana. Também pertencente ao complexo turístico com propósito social, no concelho de Condeixa-a-Nova existe o Conimbriga Hotel do Paço hotel de charme 4 estrelas e o Restaurante Gavius.

 

O Parque Biológico apresenta na sua coleção as espécies autóctones da fauna de Portugal e encontra-se aberto