Animação de loading

António Amaral Tavares lança “Movimento de Terras” em Miranda do Corvo

Após apresentação em Lisboa e Coimbra

Considerado pela crítica um dos poetas revelação da poesia contemporânea portuguesa, sobretudo devido ao livro “Talvez seja essa certeza...”, prémio Nacional de Poesia Diógenes atribuído pela Revista Cão Celeste em 2015, António Amaral Tavares tem novo livro, que lança dia 30 de abril no Espaço da Mente, Parque Biológico da Serra da Lousã, pelas 16h00.


Colaborador do gabinete de Engenharia e Património da Fundação ADFP, António Amaral é uma pessoa discreta, nos antípodas dos holofotes da celebridade, que agora reúne num só livro “Movimento de Terras”, os dois livros anteriores, “Trabalhos em Vidro” e “Talvez seja essa certeza...” e os dois mais recentes, numa edição da Língua Morta.


O Espaço da Mente é um ecomuseu etnográfico que homenageia a necessidade de liberdade do Homem, que, enquanto espécie, difere das outras pela capacidade de materializar o pensamento. Exibe uma mostra de peças que ilustram narrativas e que se cruzam com as várias liberdades, entre as mais comuns: liberdade política, de pensamento, de imprensa, de religião, entre outras.


Atulamente tem em exibição uma exposição temporária denominada “25 de Abril... a minha Liberdade”, trabalhos realizados por pessoas especiais integradas em valências da Fundação ADFP. A exposição tem a visão de pessoas dos 8 aos 80, com ou sem necessidades especiais, do conceito ao testemunho de liberdade.


O livro será apresentado por Graça Capinha, professora do Departamento de Línguas, Literaturas e Culturas, Secção de Anglo-americanos na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, e pelo editor Diogo Vaz Pinto. Ambos visitarão a Fundação ADFP após a apresentação do livro, seguindo-se um jantar no Restaurante Museu da Chanfana.

Comentários