Animação de loading

Alteração do programa

Livro: Não basta mudar as moscas de Jaime Ramos

Devido a compromissos recentes foi necessário alterar os apresentadores do livro “Não basta mudar as moscas”.


Na Sexta, em Miranda será o Dr. António Arnaut e não o Professor Barbosa de Melo. No Sábado em Coimbra acontecerá o oposto. O Orador será o Professor Barbosa de Melo e não o Dr. António Arnaut como tinha sido noticiado.


O curriculum de Jaime Ramos que consta da “capa” do livro é:

Jaime Ramos Médico, promotor social, fundador da Fundação ADFP - Assistência, Desenvolvimento e Formação Profissional, instituição de solidariedade social, sem fins lucrativos, apontada como exemplo de boas práticas.


Foi escolhido como “Dirigente Social do Ano 2010”.
Desempenhou vários cargos políticos e partidários. Militante do PPD desde 1974, foi congressista no congresso fundador.


Eleito quatro vezes Presidente da Câmara Municipal de Miranda do Corvo, foi também Governador Civil do Distrito de Coimbra, Deputado do PSD e vice-presidente do Grupo Parlamentar na Assembleia da Republica.


Foi alvo de dois processos disciplinares movidos pela direcção nacional do PSD, por contrariar orientações partidárias, ao apoiar o exercício presidencial do General Ramalho Eanes e ao afrontar a orientação no debate da legislação sobre o aborto.


Como Deputado apresentou vários projectos de lei na área da saúde e do ambiente. Foi autor da primeira lei de prevenção do tabagismo, de projecto de lei para a educação sexual e planeamento familiar e da primeira iniciativa legislativa para protecção da camada de ozono e prevenção do aquecimento global, numa época onde escasseavam as preocupações ambientais.


Perante o monopólio ideológico da comunicação social, consagrando a propriedade da radiodifusão e televisão como exclusivo do Estado, com excepção da Rádio Renascença, apresentou um projecto de rotura e abertura pela criação das rádios locais e defesa da privatização da TV.


Não exerce actividade política partidária há mais de uma década.


Na capa Jaime Ramos escreveu:


“Estou preocupado com o futuro do meu País.


Sinto que Portugal está a ser mal governado.


Não aceito a ideia de que a solução seja mais do mesmo, com outros actores.


Não tenho dúvida de que, se não existir um desastre ambiental a nível global, as novas gerações viverão melhor, com mais tecnologia e maiores comodidades que nós.


As actuais regalias e conquistas técnicas, ao dispor da classe média, garantem uma qualidade de vida muito superior às classes altas de há cem ou duzentos anos atrás.


Acredito que esta evolução vai continuar.


Mas, se não mudar de Política, Portugal continuará a empobrecer relativamente a outros países com maior crescimento económico. Hoje fazemos parte de um clube restrito de países ricos. Somos membros da União Europeia (UE). Nos últimos anos temos vindo a ser ultrapassados e a perder rendimento, perante países que recentemente eram bastante mais pobres do que nós.


No mundo globalizado há povos que têm acesso a todas as inovações tecnológicas e milhões que vivem na pobreza extrema, com menos de um dólar por dia, sem condições de vida, onde até o acesso à água é difícil.


O nosso estatuto de país rico não é uma conquista irreversível. A História está cheia de exemplos de insucessos colectivos e de apocalipses civilizacionais.


Este não é um livro para falar da miséria nacional. Não tenho jeito para participar na choradeira colectiva.


É um livro sobre o futuro de uma nação que deve ter ambição. Dentro de 25 anos podemos ser o pior país da Europa ou o melhor. Depende de nós, os portugueses.


Portugal precisa de Homens com Ideais, de Políticas com Ideias.


Em Portugal é preciso mudar a Política.


Convites


Cinema de Miranda, no dia 15 de Abril, sexta, pelas 21.
Serão oradores o Professor Barbosa de Melo, ex Presidente da Assembleia da Republica, e o Dr. Lino Vinhal, jornalista e empresário da comunicação social, num evento presidido pela Presidente da Câmara Municipal, Dr.ª Fátima Ramos.


Casa da Cultura, Em Coimbra, no dia 16 de Abril, Sábado, 15h.
O Dr. António Arnaut, fundador do PS, “pai” do Serviço Nacional de Saúde e o Professor José Reis, da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra serão os apresentadores do livro “Não Basta mudar as moscas” numa cerimónia presidida pelo Presidente da Câmara, Dr. João Paulo Barbosa de Melo.

Comentários