Animação de loading

ADFP, organização amiga das mães trabalhadoras e famílias

Apoio à Natalidade: Prémios monetários e flexibilidade horária

A Fundação ADFP assume-se como organização empregadora amiga das mães e dos pais.
Desde 2008 que oferece 500 euros as trabalhadoras mães por ocasião do nascimento de um filho/a.

Pelo nascimento do terceiro filho, ou seguintes, o prémio sobe para 750 euros por bebé. Posteriormente e num critério de igualdade de sexos estes prémios de apoio a natalidade foram tornados extensivos aos trabalhadores homens.

A ideia foi transmitir às colaboradoras a certeza que a entidade patronal, não só não as critica por ficarem grávidas, como as apoia e incentiva para que tenham mais filhos.

Até agora a Fundação já atribuiu 15 prémios correspondente a igual número de nascimentos ADFP.

Neste espírito de apoio a maternidade/paternidade responsável a ADFP vai criar novas medidas de apoio às suas colaboradoras mães e colaboradores pais.

A todos os trabalhadores/as vai ser concedido o direito de optarem por horário parcial, part-time, para apoio à família desde que tenham filhos menores até 16 dias anos.

No caso de filhos com deficiência grave este direito pode ser prolongado até a maioridade.

Os trabalhadores podem optar por requerer uma redução de 20%, 40% ou 50% do horário legal desde que seja para apoio às crianças.
As mães ou pais podem optar por só trabalhar 4 ou 3 dias na semana desde que essa redução seja para apoiar o crescimento e desenvolvimento dos filhos. Podem também requerer um horário a 50% e só fazer metade da carga horária diária legal.

Os colaboradores do quadro, com crianças até 3 anos, poderão mesmo, requerer isenção completa-se horário sem perda do vínculo à entidade patronal .

A todos os trabalhadores será em princípio concedido flexibilidade de horários, escolhendo os colaboradores a hora de entrada e saída do trabalho, para responder às necessidades familiares. Este direito não pode pôr em causa a qualidade do apoio directo aos utentes mais vulneráveis e dependentes, particularmente aos residentes.

A Fundação ADFP gere duas creches no Senhor da Serra (união de freguesias Semide/Rio de Vide) e na vila sede do concelho. Possui ainda um infantário com pré primária.

Para uma resposta eficaz as famílias estes estabelecimentos de apoio a infância têm um horário alargado de 12h/dia e não encerram para férias.

Para garantir um apoio eficaz às famílias de menores recursos a mensalidade mínima é de 20,60 euros e a mais cara, para famílias com rendimentos elevados, tem um máximo de 115,90 euros, preços muito inferiores aos praticados noutros estabelecimentos de creche/infantários.

A Fundação ADFP tem tentado sensibilizar outras IPSS`s, nomeadamente as ligadas à Igreja, como as Misericórdias, para adoptarem medidas semelhantes. O apoio às famílias não pode ser só palavras devendo traduzir-se em medidas concretas.

A Fundação ADFP gere ainda a residência Cruz Branca, que apoia mulheres/mães, grávidas ou com filhos, vitimas de violência doméstica ou de pobreza.

Possui ainda uma valência de atividades de tempos livres, durante os 12 meses do ano, e está a criar colónias de férias que incluem alojamento.

Comentários