Animação de loading

A Fundação ADFP e a apDC celebram acordo para defesa dos consumidores

Celebraram a 6 de Março na CASA DIGNIDADE, em Coimbra, um protocolo cujo objeto é o da cedência de instalações.

A Fundação ADFP – Assistência, Desenvolvimento e Formação Profissional, e a APDC – Associação Portuguesa de DIREITO DO CONSUMO, celebraram a 6 de Março em curso, na CASA DIGNIDADE, em Coimbra, um protocolo cujo objeto é o da cedência graciosa de instalações para prossecução da meritória atividade que a instituição de consumidores vem desenvolvendo no País e em países da diáspora.

Esta cedência de espaço pela Fundação insere-se na sua visão Filantrópica de apoio a entidades sem fins lucrativos, importantes para a defesa de valores de cidadania e da qualidade de vida das pessoas.

No ato, usaram da palavra o presidente da apDC, Mário Frota, que enalteceu o gesto, recordando que foi Jaime Ramos, há 25 anos, enquanto governador civil de Coimbra, que acolheu uma proposta da apDC para a criação do Tribunal Arbitral de Consumo e se bateu por que a instituição, pioneira na Europa, se mantivesse ligada ao projeto em contraposição à administração central que dele pretendera arredá-la.

E que, em momento difícil, de novo lança a mão à instituição, dado o relevante papel que lhe reconhece, oferecendo-lhe abrigo na CASA DIGNIDADE, em que a Fundação promove o projeto SEM-ABRIGO ZERO, num simbolismo que há que realçar.

A Fundação apoia assim pessoas “sem-abrigo “ e organizações “sem beira “ mas importantes na defesa de valores humanistas.

E por forma a aproximá-la dos consumidores hipervulneráveis e economicamente desfavorecidos que vêm os seus direitos, as mais das vezes, preteridos em situações as mais elementares.

Jaime Ramos, que acentuou o papel dos direitos sociais nas sociedades hodiernas, disse apreciar de há muito a atividade verdadeiramente singular da apDC quer na formação, quer na informação, como na proteção do consumidor, através de múltiplas e decisivas intervenções em distintos campos, dada a magnitude de atribuições das associações de consumidores no mundo contemporâneo.

Realçou o muito que a apDC pode ainda fazer no campo da formação e educação para o consumo, como no da informação à população, em geral e, em particular, às camadas economicamente mais desfavorecidas no acesso a serviços públicos essenciais, da água ao saneamento, das energias às comunicações, da internet ao acesso a outros serviços básicos.

E no apoio a projetos pedagógicos, já que a educação para o consumo constitui pilar indispensável para uma educação integral que tem de ser objetivo último de planos, projetos e programas neste domínio.

A apDC passa a ocupar doravante duas dependências na Casa Dignidade, à Rua do Brasil, n.º 4, em Coimbra.

 A Fundação ADFP para além das suas valências caritativas e assistenciais investe no desenvolvimento regional através de projetos inovadores na educação, turismo e agricultura criando centenas de postos de trabalho.

Pelo apoio filantrópico a outras organizações a Fundação ADFP revela a sua visão solidária através de parcerias que aumentam as sinergias para melhorar o bem-estar das pessoas e o desenvolvimento da região.

Comentários