Animação de loading

587 árvores e arbustos já plantados

Reflorestação no Parque Biológico da Serra da Lousã

A reflorestação no Parque Biológico da Serra da Lousã tem sido uma constante sendo já 587 as árvores e arbustos já plantados.

 

Boa parte das mesmas (322 unidades) foram cedidas pela Lousitânea (Liga dos Amigos da Serra da Lousã), que assim pretende divulgar o seu projeto de reflorestação de espécies autóctones no Parque da Fundação ADFP.

 

Muitas das espécies plantadas no Parque são raras ou em vias de extinção, numa lista exaustiva que assim contribui para a biodiversidade e conservação: são 113 loureiros, 32 tramazeiras, 5 azevinhos, 294 carvalhos alvarinho, 23 folhados e 20 sobreiros, 28 freixos e 23 pilreiteiros, 7 plátanos, 4 faias, 3 teixos e 24 azereiros, mas também 3 sobreiros, 3 adernos, 4 aveleiras, 3 salgueiros, 2 gilbardeiras e 3 amieiros, 2 bétulas, 1 vidoeiro, 3 ulmeiros e 2 medronheiros.

 

Outras 265 foram ofertas de particulares, sendo 40 cedros, 50 eucaliptos e 165 plátanos.

Na Lousitânea, o Núcleo da Maternidade de Árvores do Ecomuseu Tradições do Xisto é um espaço de educação ambiental onde é possível conhecer e participar no processo de reprodução de espécies autóctones (plantas, arbustos e árvores) para plantação futura na Serra da Lousã. As árvores produzidas não se destinam exclusivamente à venda comercial e têm como destino a plantação na natureza e no espaço geográfico da Serra da Lousã de forma gratuita e voluntária. Estas plantações são selecionadas de acordo com a importância ecológica dos locais propostos e das parcerias existentes tendo a parceria entre a Lousitânea e o Parque Biológico da Serra da Lousã sido criada em 2012.

Comentários