Animação de loading

“Só as instituições multissetoriais fazem a verdadeira inclusão”

Presidente da Assembleia Municipal de Gaia visitou Fundação ADFP

“A primeira coisa que me impressionou é a de que só as instituições multissetoriais fazem a verdadeira inclusão”, afirmou o Dr. Albino Almeida, presidente da Assembleia Municipal de Gaia, durante a visita que fez à Fundação ADFP, tendo por cicerone a Dr.ª Fátima Ramos, coordenadora das valências de turismo, contabilidade e gestão, dia 20 de agosto.

Após uma visita às valências do Centro Social Comunitário, Albino Almeida sublinhou que “nas grandes cidades as pessoas tendem a ser incluídas em unidades especializadas, ou seja, em comunidades menos ricas de diversidade, como por ex. unidades só para idosos ou para deficiência mental, independentemente do grau de severidade”.

“Há aqui uma grande variedade de pessoas que partilham a vida e inter ajudam na resolução de problemas comuns. Nesse sentido, fiquei também muito sensibilizado com a integração de pessoas que, por vicissitudes e acidentes de vida, ficaram disfuncionais em graus diversos, mas recuperaram o essencial das suas capacidades em atividades de grande exigência profissional, como tesouraria, contabilidade e áreas administrativas, as quais desempenham com elevada dedicação, zelo e orgulho!”, acrescentou.

Questionado sobre o que, de tudo, mais o impressionou na visita, Albino Almeida, que durante alguns anos foi Presidente da CONFAP - Confederação Nacional das Associações de Pais, respondeu:

“O que mais me impressionou, de tudo o que vi aqui, foi a população jovem, visto que neles o potencial de vida é maior. Há muitos sonhos para e por realizar… Ora, nesta instituição são ajudadas a realizar o maior número possível desses sonhos”.

Em jeito de conclusão, o presidente da Assembleia Municipal de Gaia diria ainda:

“Finalmente fica a ideia de que só os seres humanos são solidários, porque têm coração”. Cabe aos poderes públicos potenciar esta capacidade apoiando as instituições através das quais realizam a Solidariedade!

Recordamos que a câmara de Gaia, proprietária do primeiro parque biológico do país, chegou a promover ações judiciais contra a ADF tentando impedir que se usasse a designação Parque Biológico da Serra da Lousã. O tribunal decidiu a favor da Fundação ADFP.

Segundo Jaime Ramos esta visita do Presidente da Assembleia Municipal de Gaia prova que esse tempo de guerra está ultrapassado e que é desejável que todas as entidades que promovem a biofilia e o amor pela natureza deem as mãos e cooperem para um mundo melhor.

O almoço de trabalho teve lugar no restaurante Museu da Chanfana, promotor da gastronomia regional.

Comentários