Animação de loading

“Isto é uma obra de grande envergadura e importância para a região no seu conjunto”

Eduardo Graça Diretor do CASES de Lisboa visitou Fundação ADFP

Foi com surpresa que Eduardo Graça, Diretor da CASES (Cooperativa António Sérgio para a Economia Social), de Lisboa visitou e observou a obra da Fundação ADFP, tendo no final dito que “isto é uma obra de grande envergadura e importância para a Região no seu conjunto, na área social”.

E justificou: “Quer pelos serviços que presta, o elevado número de utentes e pela criação de emprego, num número de trabalhadores que tornam a instituição o maior empregador do concelho num dos maiores no Distrito".

Tendo por cicerones o Director Executivo da Fundação, Rui Ramos, e o vice-Presidente Quirino São Miguel, os visitantes, já que Eduardo Graça veio com a consultora da área da economia social da CASES, Isabel Castro, percorreram as valências do Centro Social Comunitário-Sede, observando e inteirando-se da atividade social da Fundação ADFP:

“São valores absolutamente fundamentais para ajudar à coesão social, com a ligação à comunidade, valências, contínua a investir, inovar, pelo espírito que encerra e valores que transmite a bem da comunidade e do povo”, sublinhou Eduardo Graça, ainda antes de, ao grupo, se juntar Jaime Ramos, Presidente da Fundação, numa visita ao Espaço (da) Mente, parte integrante do EcoMuseu Territorial.

No livro de visitas do Espaço (da) Mente, Eduardo Graça deixou escrito:

“Uma visita muito interessante para o fomento do espírito de solidariedade e de cooperação”.

Os visitantes, a convite de Jaime Ramos, almoçaram depois no Restaurante Museu da Chanfana, com os altos quadros da Fundação ADFP anteriormente mencionados e também o Prof. Aires Caetano e José Palrinhas.

Visitaram ainda o Templo Ecuménico Universalista e o Hotel Parque.

Recorde-se que a CASES atribuiu o “Prémio Cooperação e Solidariedade António Sérgio 2013”, na categoria de Boas Práticas, no valor de 3 mil euros, ao Parque Biológico da Serra da Lousã. Na cerimónia referiu-se que a Fundação ADFP (Assistência, Desenvolvimento e Formação Profissional) tem sido ao longo de quase três décadas, um dos principais atores do setor da economia social, apostando na coesão social e na integração dos mais desfavorecidos, de que é exemplo o Parque Biológico da Serra da Lousã.


Comentários